Reading:
4 Tendências de tecnologia para 2020 que você precisa conhecer.

4 Tendências de tecnologia para 2020 que você precisa conhecer.

9 de janeiro de 2020

Se 20 anos atrás eu te dissesse que os smartphones teriam o poder que tem hoje, você acreditaria? 

E agora, você consegue imaginar um mundo em que eles não existam?

Isso sem citar que, os primeiros aparelhos eram bem diferentes do que conhecemos atualmente. Essa evolução só foi possível porque as tecnologias se alinharam perfeitamente às nossas necessidades, promovendo profundas transformações no modo como vivemos.

Qualquer tendência tecnológica que apontarmos aqui vai além do uso de ferramentas para um objetivo. Estamos falando de mudanças contínuas, que serão necessárias para vivermos melhor daqui para frente. 

Por isso, em nosso artigo de hoje, queremos chamar sua atenção para algumas tecnologias que você precisa ficar de olho.

Continue a leitura e conheça as 4 principais tendências de tecnologia para 2020.

Tendências de TI, mas nem tanto.

No passado, temas como esses só interessavam para pessoas da área de TI, mas é legal observar como isso está mudando.

Derrubar as barreiras que ainda separam o TI das áreas de negócios ou do cidadão comum é uma prioridade e, nesse cenário, todos podem e devem se interessar por assuntos como esse.

Até porque, essas tendências podem significar profundas transformações no modo como vivemos, vendemos e experimentamos serviços e produtos. 

Isso não é demais?

Um relatório da Gartner, que você pode baixar aqui, apontou as principais tendências de tecnologia para 2020 e escolhemos 4 delas que você não pode deixar de conhecer.

1- A Automação de processos como você nunca viu

Essa tendência pode influenciar o futuro do trabalho e o modo como realizamos nossas tarefas no dia-a-dia.

A Hiperautomação vai além dos princípios que já conhecemos de automação de processos. Ela representa o futuro do BPM, e um poder inimaginável para os negócios.

Em 2020 a Gartner aponta que aconteçam avanços expressivos nessa área.

Um diferencial interessante da hiperautomação é que ela não apenas une a tecnologia RPA aos conceitos de BPM, mas é capaz de incluir as pessoas nos processos com uma abordagem totalmente evoluída.  

Ou seja, o papel humano na hiperautomação ganha outro peso, pois estes não atuam apenas como executores dos processos, mas como fornecedores de inteligência para as máquinas. 

É quase uma loucura imaginar isso, mas os robôs poderão aprender determinadas ações humanas para replicar de forma automatizada, chegando a um nível de tomada de decisões que permitirá a execução de diversos trabalhos repetitivos.

E não pára por aí, como a hiperautomação é totalmente baseada em aprendizado de máquina. A IA poderá aprender contínuamente com dados e até fazer previsões baseadas neles.

Também é capaz de reconhecer padrões e tomar ações que não foram programadas para fazer. Uma infinidade de possibilidades está em jogo.

Mas claro que uma transformação tão grande assim carrega consigo certa complexidade, principalmente no que diz respeito à compreensão dos cenários, necessidades e combinações de soluções, o que é sempre a parte mais difícil. 

Em 2020 devem acontecer avanços significativos nesse quesito, e é de se esperar que a cultura das empresas seja impactada por essas mudanças. 

2- Uma experiência, muitas possibilidades

Você prefere comprar on-line ou ir até uma loja física? E se você pudesse ter os dois ao mesmo tempo? E como isso impacta na sua experiência de compra?

Muitas empresas, já possuem serviços multifacetados ou multidimensionais, mas a Gartner aposta que evoluir o que temos hoje seja uma das tendências de tecnologia mais fortes para 2020 e os anos subsequentes.

 Isso deve acontecer porque a forma como interagimos com o digital está mudando. Já não podemos resumir tudo ao celular, tablet ou computador.

É chegada a era da multiexperiência!

Mais uma vez a IA terá grande importância para nos ajudar a tomar decisões e automatizar os processos que farão parte dessa adaptação. 

A multiexperiência será um divisor de águas para as empresas, principalmente no que diz respeito aos processos de compra e utilização de produtos e serviços. 

Daqui para frente os negócios precisarão interagir com o consumidor através de multicanais, onde o uso de tecnologias como realidade aumentada, virtual e mista deve ser aprimorado para levar os usuários a uma experiência excepcional.

Em 2020 avanços importantes devem acontecer nesse sentido, principalmente em segmentos de varejo e na forma como as tarefas são executadas e automatizadas.

3- Programar é preciso? Nem sempre.

Um dos principais desafios que as empresas estão enfrentando para viver uma transformação digital plena, está em transformar sua cultura digital através de um real engajamento das pessoas.

Para isso, um dos maiores desafios é derrubar as barreiras que ainda nos levam a acreditar que o TI, ou profissionais de áreas correlatas, são os únicos precursores da transformação.

Na verdade, é preciso capacitar o cidadão comum e as áreas de negócios para que elas mesmas conduzam e promovam mudanças importantes. Chamamos isso de democratização da expertise

Mas o que isso quer dizer, na prática? 

Significa que devemos capacitar as pessoas, disseminando tecnologias que facilitem a criação e gerenciamento de soluções simples, para que os próprios usuários sejam agentes ativos (e não reativos) da transformação digital. 

Para isso, algumas tendências são ferramentas no-code ou low-code, acrescentadas de recursos que permitam a configuração de boas soluções pelo próprio usuário, mesmo que ele não saiba programar.

A ideia é que ascendam ferramentas extremamente simplificadas e intuitivas, que permitam que o usuário configure soluções sem necessitar de treinamentos longos e caros.

4- Transparência e rastreabilidade

Não é de hoje que essa é uma preocupação das pessoas e empresas. 

Aliás, aqui no Brasil, já estamos falando há algum tempo da LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais), que começa a valer este nao.

Ou seja, a transparência e rastreabilidade estarão entre as principais tendências de tecnologia para 2020, mas não só por aqui. A Gartner aponta que o mundo todo está correndo para cuidar melhor dos dados.

E ressaltamos que, além de garantir a segurança das informações, é preciso passar essa sensação de confiança para o consumidor, garantindo que sua experiência seja excelente.

Para ter mais segurança e rastreabilidade com os dados, uma série de ações, tecnologias e práticas devem ser incorporadas aos negócios.

Mais uma vez, a transformação cultural, dentro e fora das empresas, será um fator decisivo. 

A ética digital e a privacidade exigirão muitos esforços nos próximos anos, e olhar para isso é algo que as empresas devem fazer tanto para oferecer seus produtos aos seus clientes, quanto na seleção de soluções utilizadas dentro da empresa.

E por hoje é isso, essas são 4 das principais tendências de tecnologia para 2020, que acreditamos serem as mais interessantes. Esperamos que você tenha gostado.

Lembrou de mais alguma tendência ou algum case de empresas que já utilizam essas tecnologias? Conta pra gente aqui nos comentários. 

Leia também: Transformação digital é “coisa de TI”?O que as empresas ganham empoderando digitalmente as pessoas…

Comentários do Facebook

Related Stories

Arrow-up