Gestão de concessionárias: como usar tecnologia a seu favor?

28 junho, 2022 4 min de leitura Autor: Suelen Hofrimann

Vendedor de concessionária de automóveis explica detalhes do contrato para cliente do sexo feminino

A gestão de concessionárias de veículos traz consigo desafios gigantescos, e é necessário conhecer muito bem os recursos disponíveis para vencê-los. Entre as possibilidades, talvez a mais notória seja o uso da tecnologia.

O poder da TI no dia a dia de qualquer empresa é inegável. Ainda assim, podemos destacar que a sua atuação no varejo de automóveis ainda possui muito espaço para crescer.

Os gestores mais experientes deste ramo conhecem bem as dificuldades dos processos de vendas e da gestão dos fluxos de informações. Afinal, estamos falando de processos que não mudaram muito desde o século passado.

Enquanto fabricantes estão focados em criar uma experiência omnichannel para a venda online de automóveis, os revendedores estão preocupados em resolver questões imediatas nos processos do dia a dia das concessionárias.

Assim, vemos que existe uma discrepância que não colabora para uma evolução conjunta do setor, mas que provoca uma reflexão: será que antes de criar uma experiência nova e revolucionária para o cliente não é melhor reduzir os atritos e aumentar a eficiência dos processos atuais?

No artigo de hoje, você entenderá melhor como usar a tecnologia a seu favor para atender os objetivos imediatos da gestão de concessionárias, sem desprezar o potencial de evolução para o futuro.

 

Gestão de concessionárias com tecnologia: a importância da união entre negócios e TI

A gestão de concessionárias é um conjunto de práticas administrativas usadas em lojas do varejo de automóveis. Gestores de concessionárias têm desafios relacionados a estratégias, finanças, compras, vendas, recursos humanos e tantos outros.

Ou seja, é um desafio bastante abrangente que exige muita capacidade de organização e agilidade para acompanhar o que acontece na empresa. Afinal, nas concessionárias de veículos existe um fluxo de informações bastante alto.

Para que a gestão de concessionárias seja bem-sucedida, é importante que o profissional esteja atento a diversas áreas. Conhecer os processos de cada uma é essencial para manter-se atualizado e ser capaz de implementar melhorias.

Por essas e outras, a tecnologia tem um papel fundamental na gestão de concessionárias. Através da extração de relatórios e acompanhamento do status e histórico dos processos, os líderes podem analisar e tomar decisões gerenciais baseadas em informações instantâneas.

Esses benefícios já são bastante difundidos entre os profissionais. No entanto, também é importante  amadurecer as soluções utilizadas, não só para resolver problemas atuais, mas para criar uma experiência de compra e venda de veículos com potencial para evoluir em um futuro próximo.

Nesse sentido, não podemos achar que implementar soluções seja apenas uma questão tecnológica. É importante analisar o conjunto e a relação entre tecnologia, processos e pessoas. Por isso, a gestão de concessionárias (áreas de negócios) deve andar lado a lado com a TI.

 

Básico, mas não simples

Hoje já são conhecidas as soluções mais básicas, digamos assim, de um negócio de varejo de veículos: CRM, ERP, DMS…

Processos, no entanto, amadurecem quando estudados por uma disciplina específica, que você também já deve ter ouvido falar: o BPM (business process management). E uma vez encontradas as brechas entre as diversas ferramentas utilizadas, é possível implementar um BPMS para orquestrar os processos de forma mais eficiente.

O fluxo de informações e ações precisa de rastreabilidade, para que você, gestor ou gestora, possa focar em novas estratégias que permitam a evolução do negócio. 

Por isso, não devemos pensar que uma única ferramenta seja suficiente. O negócio é um corpo, e os sistemas se complementam formando uma única solução capaz de suportar todos os processos tecnologicamente.

As soluções que citamos podem até ser consideradas básicas, mas de maneira nenhuma são simples. Processos evoluem e sempre precisam se transformar. Cabe à equipe de gestão das concessionárias defender a melhoria contínua de seus fluxos.

 

Gostou deste conteúdo? Aproveite para ler mais

Processos e tecnologia são dois dos três pilares da transformação digital. O terceiro é: pessoas. É para elas que tudo deve ser feito. Para te ajudar a entender melhor o movimento da revolução digital no varejo de automóveis, fizemos um texto sobre o tema. Acompanhe clicando no link abaixo: 😊

Tendências para inovação no setor automotivo – saiba o que está mudando!

Quer receber mais conteúdos brilhantes como esse de graça?

Inscreva-se para receber nossos conteúdos por email!