Reading:
Employer branding, conheça 5 passos essenciais para uma marca empregadora de sucesso!

Employer branding, conheça 5 passos essenciais para uma marca empregadora de sucesso!

23 de março de 2020

 Nem sempre o employer branding foi tão evidenciado nas empresas, mas hoje, diante de mercados tão competitivos, todos estão prestando mais atenção nesse tema! 

 A sua empresa é daquelas em que os colaboradores sentem orgulho em trabalhar e os candidatos dos processos seletivos brilham os olhos para serem aprovados?

 Se sim, ótimo! Você só precisa conservar essa boa imagem. Se não, calma que nós vamos te ajudar a entender como transformar a marca empregadora do seu negócio através das técnicas de Employer Branding que vamos te apresentar a seguir.

O que é employer branding?

 Toda empresa possui uma reputação que interfere diretamente na percepção que o mercado possui a respeito dos seus produtos e serviços.  Essa reputação vem dos sentimentos e falas que as pessoas que usam seus produtos, ou que são impactadas pelos seus anúncios, reproduzem a respeito da sua empresa. Em outras palavras: sua reputação vem do que está na “boca do povo”. 

E você sabe o que dizem: “a voz do povo é a voz de Deus”. 

 A percepção que o mercado tem da sua empresa é a sua marca empresarial, mas não é só com ela que você precisa se preocupar, sabia? A marca empregadora, que é o lugar que sua empresa ocupa na mente e no coração de seus ex, atuais e futuros colaboradores, também é uma preocupação gigantesca diante da competitividade que alguns mercados, como o de tecnologia, apresentam. 

Muitas empresas já perceberam isso e estão investindo pesado em Employer Branding: um conjunto de ferramentas e técnicas utilizadas para melhorar a marca empregadora e a forma como uma empresa comercializa vagas para quem está à procura.

É um árduo trabalho que busca promover intencionalmente os valores, cultura e os depoimentos dos colaboradores que se sentem felizes e produtivos trabalhando na empresa.

Uma boa marca empregadora se torna produto de desejo no mercado de trabalho e ajuda na retenção de talentos e contratação dos melhores profissionais, mas como conseguir resultados com o employer branding?

5 passos essenciais para construir o employer branding

 Já vimos que o Employer branding é a imagem que sua empresa passa para o mercado de trabalho, mas é importante que essa percepção seja resultado da realidade.

A melhor forma de começar uma boa marca empregadora é através de quem já é seu cliente interno. Lembre-se que colaboradores felizes podem ser até 31% mais produtivos. Se quiser saber mais sobre isso leia esse artigo que eu fiz sobre Qualidade de Vida no trabalho.

Para colocar em ação os planos de employer branding, as empresas podem contar com o departamento de RH, comunicação e marketing. Negócios menores também podem fazer seu planejamento com o CEO ou dono da empresa, uma boa marca empregadora pode até mesmo ajudar a empresa a crescer.

Este processo pode ser bastante intenso, mas basicamente existem 5 passos que não podem faltar e que são um bom caminho para começar. 

1- Defina metas para o employer branding

Para começar, é importante saber para onde você está indo e o que deseja alcançar com sua estratégia de employer branding.

Seus objetivos devem refletir as necessidades atuais da empresa. Por exemplo, se estiver com dificuldades de preencher vagas ou se o índice de turnover estiver alto, as metas podem ser focadas em reverter essa situação. 

Outros exemplos:

  • Aumentar o número de candidatos a vagas;
  • Contratar profissionais bem qualificados;
  • Aumentar o envolvimento on-line dos colaboradores;
  • Aumentar o envolvimento on-line de candidatos;
  • Tornar a marca mais conhecida;
  • Aumentar a confiança dos candidatos; 
  • Aumentar as visitas na página do linkedin.

2- Defina o perfil do candidato ideal!

Esta é uma etapa muito importante do processo, pois para direcionar a comunicação para as pessoas certas, você precisa conhecê-las. A boa notícia é que você pode se basear nos seus colaboradores mais motivados e felizes para identificar essa persona.

Entenda bem quais são as habilidades necessárias, objetivos, metas e motivação e vá além desses pontos, se possível, entendendo também sentimentos, hábitos e até o que pode influenciar essas pessoas.

Você pode ir o mais profundo possível nesta etapa. Não se limite à idade, sexo e outros dados demográficos. Exemplo: existem muitas empresas hoje que tem como valor a diversidade em suas equipes e existem muitas pessoas que fazem parte dessa luta, seu papel é entender as razões e as causas de cada tribo pode tornar o seu estudo de perfil muito mais rico.

3- Defina seu EVP

 O EVP significa Employee Value Proposition, em tradução livre é a proposta de valor do empregador. Na prática é uma ferramenta que caminha junto com o Employer branding documentando missão, cultura e valores da empresa e definindo exatamente o que ela pode oferecer em troca das habilidades e competências que o colaborador colocará à disposição da organização.

Isso é importante porque as pessoas precisam de um motivo poderoso para trabalhar em uma empresa. Já faz tempo que o dinheiro deixou de ser a única motivação para se exercer um trabalho, ainda mais em níveis mais técnicos. Fatores como ambiente agradável, flexibilidade, benefícios e oportunidades de crescimento são tão importantes quanto o salário a ser pago.

Esse conjunto deve refletir aquilo que já foi testado e aprovado pelos colaboradores atuais, pensando sempre em quais são os fatores fundamentais para alguém ficar em uma empresa. Um bom EVP contempla 5 principais blocos:

  • Cargos e salários;
  • Benefícios;
  • Planos de carreira;
  • Cultura organizacional e
  • ambiente de trabalho.

4- Defina os canais de divulgação

Entendendo melhor a jornada do candidato nos seus processos seletivos, você poderá identificar canais para divulgação da sua marca empregadora. Mas podemos dizer que sabemos quais são as mais comuns:

  • Linkedin;
  • Networking;
  • Redes sociais dos colaboradores atuais;
  • Programas de indicação a vagas;
  • Eventos;
  • Sites de vagas;
  • Palestras e workshops;
  • Cursos ministrados pela empresa.

Identificando os melhores canais você pode começar a divulgar as vagas, ações, conteúdos e anúncios da sua marca empregadora para atingir o público definido na etapa anterior. Quando fizer isso, pense em realizar um trabalho de divulgação contínua e não somente quando tem alguma vaga.

Comece a executar ações diárias de employer branding e logo perceberá a diferença nos processos seletivos. Com certeza você e seus líderes ficarão felizes quando começarem a ouvir dos candidatos: “Já ouvi falar de vocês”, “Estou ansioso para trabalhar aqui!”😉. 

5- Avalie o desempenho das suas ações de employer branding

Hora de colocar os dados na mesa! Com base nas metas que você definiu na primeira etapa, você deve medir o que funcionou na sua estratégia de Marca empregadora e o que definitivamente não trouxe resultados. 

 Este exercício de avaliação servirá para te ajudar a entender o que ainda precisa ser otimizado, quais novos testes podem ser realizados e como direcionar melhor os investimentos em ações de divulgação. Com os dados você terá condições de tomar melhores decisões.

Aliás, eu já falei em um outro artigo nosso que os dados são o futuro do RH, acredito que você pode se interessar por essa leitura:  People analytics, o que é e como está transformando o RH das empresas?

Pronto para fazer sua marca empregadora voar?

Lembre-se que o seu Employer Branding mora no coração dos seus colaboradores. Não importa o que o site da sua empresa diz ou que você publica no linkedin se isso não reflete o que o time pensa a respeito da sua empresa.

No entanto quando um líder se preocupa com este tema e deseja dar aos colaboradores o melhor ambiente possível, com uma remuneração justa, um pacote de benefícios atrativo e qualidade de vida no trabalho, isso torna a marca empregadora uma arma poderosíssima.

Quanto mais felizes os colaboradores estiverem, menos esforços o seu RH terá que fazer para reter talentos e espalhar a percepção positiva do seu employer branding.

É isso, espero que tenha gostado deste conteúdo. Conta pra nós aqui nos comentários o que você e seus colaboradores mais gostam na sua empresa, que faz a sua marca empregadora brilhar😊

Comentários do Facebook

Related Stories

Arrow-up